Santa Terrinha
quarta-feira, setembro 22, 2004
  Aos Professores

boy-at-blackboard.jpg.jpg

Não é a primeira vez que o escrevo, mas a situação surreal - para não lhe chamar outra coisa -  que se vive actualmente, confere uma especial pertinência à declaração: Cada vez tenho mais admiração pelos professores.

Nos tempos que correm, quem opta pelo ensino, no mínimo, dá mostras de grande coragem.
Não faltam adversidades: desde logo as famigeradas colocações, o vai-e-vem anual, a estabilidade que se deseja e que tarda.
A instabilidade pessoal prejudica, e muito, o desempenho profissional. Se o princípio é verdadeiro para qualquer profissão, mais o é no caso dos professores.
A isto adicione-se a falta de condições de muitas escolas e a crescente falta de educação de muitos dos alunos.
Haverá outra profissão com tantos factores negativos? Dificilmente.

Há tempos, em conversa de amigos, falavamos dos tempos de estudo e como os professores A, B ou C nos deixaram a sua marca, uns pela positiva, outros nem por isso.
Todos nós conseguimos enumerar esta ou aquela área de estudo em que, actualmente, sentiamos mais lacunas - a matemática, a física, a história ou, no meu caso, a língua francesa.
Curiosamente - ou talvez não - a essas falhas de formação, esteve sempre associado o desempenho de um determinado professor. Ou porque faltava frequentemente e a matéria ficou por leccionar, ou porque não conseguia estimular os alunos, etc, etc.
Felizmente para nós, os casos de insucesso foram uma minoria.

Não haja ilusões: o desenvolvimento futuro de um país está intima e indissociavelmente ligado à melhor ou pior educação de hoje. É um lugar comum, mas nunca é demais lembrar a alegoria da "pescadinha de rabo na boca". Quem é deficientemente formado hoje, formará pior no futuro.

No auge das locuções mais acaloradas, a Educação é sempre exaltada como o pilar essencial e primordial da Sociedade. Houve até quem lhe chamasse a sua "paixão".
Afastada a areia da demagogia, fica a Educação mal-amada, sem rumo, com reformas atrás de reformas, sem que se veja estabilidade e proveito.
Vale, neste Caos, a força de vontade, o espírito de serviço e o notável profissionalismo da, felizmente, esmagadora maioria dos docentes.

Este desabafo feito Post - que, afinal, de novo, nada diz - pretende ser, tão somente, uma manifestação pública de solidariedade para com os nossos professores, em particular com aqueles com quem partilho, por via da amizade, ano após ano, as espectativas, as incertezas e, não raras vezes, as desilusões.
À Eliane, à Maria, à João, à Rosa, à Daniela, ao Miguel, ao Mário, ...

 
Comments: Enviar um comentário

<< Home
Blog de um urbano-convertido e rural-enraizado. Pensamentos, reflexões, inflexões, citações, frases feitas e outras nem por isso.
Por Januário Cunha

Este blog é publicado, em simultâneo e com permissão de comentários, no Sapo:
santaterrinha.blogs.sapo.pt

A minha foto
Nome:
Localização: Murtosa (às vezes) Lisboa (quase sempre)
Baú
Março 2004 / Abril 2004 / Maio 2004 / Setembro 2004 / Outubro 2004 / Novembro 2004 / Dezembro 2004 / Janeiro 2005 / Fevereiro 2005 / Março 2005 / Abril 2005 / Maio 2005 / Junho 2005 / Julho 2005 / Agosto 2005 / Setembro 2005 /

Outras Ligações

Blogues da Murtosa
(Por ordem de chegada à Blogosfera)


r.i.p.

Com costela Murtoseira...
(mais ou menos)

E a Ria aqui tão perto...

Blogues de Bandas Nacionais

Blogosfera

Blogues de Blogues

Links Murtoseiros

Páginas das Escolas

Oferta Turística Murtoseira

Links da Região

Comunicação Social Regional


Portais

Generalistas

Jornais On-Line

Música
Economia
Desporto

Rádios

Úteis

Digam coisas

Links Organizações

Amnesty International
logami.jpg
logosos.gif

Powered by Blogger